970×90

Vigaristas praticam golpes fazendo-se passar pelo IRS

Tax_phone_scam

Elizabeth mora em Hudson e nesta semana foi vítima de uma tentativa de golpe muito conhecido. Um homem que se identificou como Michael Brown com forte sotaque indiano, disse que era servidor do IRS e que Elizabeth havia recebido dinheiro a mais na sua declaração de renda. O golpe é conhecido como ‘Scam phone call‘.

“Ele me disse que a polícia iria bater na minha porta em meia hora e que se eu não pagasse o que havia recebido a mais iria presa. Foram 20 minutos de puro terror e apavoramento, onde eu não tinha como sair dele. Teve uma hora que ele me disse para ouvir e fez questão de me perguntar se eu havia entendido o que ele estava falando. Pediu o número do meu social security e me dei conta de que havia algo errado quando ele me perguntou se eu tinha um cartão de crédito e qual era o limite disponível. Naquele instante a minha ficha caiu e quando ele me ameaçou com a chegada da polícia eu disse que quem iria falar com eles era eu. Aí ele desligou. Porém, eu gravei o número que ele havia ligado e telefonei de volta e uma pessoa me atendeu, mas aparentemente não sabia de nada. Liguei para a polícia da minha cidade e um oficial que me atendeu, disse que este é um golpe corriqueiro e muito comum, mas que não podem fazer nada porque os golpistas estão no exterior”, disse Elizabeth. O número usado pelo golpista é.

“Uma coisa que ele perguntou insistentemente era onde ‘estava o dinheiro’ que supostamente eu havia recebido a mais. O tempo todo ele perguntava isto, insistindo que eu seria presa se não pagasse o que devia. O policial me disse que a maioria das pessoas que caem neste golpe são imigrantes que não tem conhecimento das leis e de como funcionam as coisas.

Golpes como estes são corriqueiros e são aplicados a toda hora e é preciso cuidado para não ser lesado por espertalhões e vigaristas, que fraudam os telefones para que apareça na ligação telefônica o nome do IRS.

O procedimento comum é criar apavoramento na suposta vítima, tirando-lhe a capacidade de raciocínio, fazendo com que pague o valor pedido debaixo de ameaças.

Leia aqui, aqui, aqui e aqui sobre outros golpes que fazem milhares de vítimas todos os dias.

O IRS publica no seu portal uma série de conselhos sobre a prática. Veja quais são:
– Estes chamadores exigem dinheiro e tentam induzir a vítima a compartilhar informações privadas e podem soar convincentes quando chamam;
– Eles sabem muito sobre você, e costumam alterar o identificador de chamadas para fazer parecer que o IRS está chamando;
– Usam nomes falsos e falsos números de identificação do IRS;
– Se você não responder, muitas vezes deixam uma solicitação ‘urgente’ de retorno;
– Exigem pagamento imediato para a vítima ‘poder questionar’ depois;
– Exigem um número de cartão de débito ou de crédito;

O IRS orienta o seguinte:
– Se você pensa que deve impostos chame diretamente o IRS no 1.800.829.1040. Os servidores do IRS podem ajudá-lo com um plano de pagamento;
– Se você sabe que não deve impostos ou não tem nenhuma razão para acreditar que deve qualquer valor, relate o incidente ao Treasury Inspector General for Tax Administration (TIGTA) no 1.800.366.4484;
– Você pode registrar uma reclamação usando o FTC Complaint Assistant; escolha “Other” e depois Imposte Scams”. Se a denúncia envolve alguém se fazendo passar por agente do o IRS, inclua as palavras “IRS Telefone Scam”, nas notas.
– Lembre-se, que o IRS não usa e-mail, mensagens de texto ou mídia social para discutir o seu problema fiscal. Para mais informações sobre golpes de relatórios fiscais, vá para www.irs.gov e digite “scam” na caixa de pesquisa.
Informações adicionais sobre fraudes fiscais estão disponíveis em sites de mídia social, incluindo YouTube e Tumblr onde as pessoas podem procurar “scam” para encontrar todos os golpes e vigarices praticados por estelionatários.

Fonte: JornaldosSportsUSA.com – Boston, MA
Imagem da capa meramente ilustrativa

About The Author

Related posts

Deixe um Comentário

Translate »