970×90

Sann Rodrigues é solto da cadeia

Sann Rodrigues

As autoridades libertaram na segunda-feira, 13, Sanderley Rodrigues de Vasconcelos, o Sann Rodrigues. Sann estava preso desde o dia 29 de junho, quando havia sido liberado mediante pagamento de fiança de US$ 200 mil por causa de acusação de fraude imigratória.

A detenção de Sann Rodrigues havia sido feita pelo delegado da Polícia Federal Guilherme Helmer, do Espírito Santo que investiga o envolvimento dele na FelexFREE, através de mandato da Interpol.

Sann Rodrigues terá de cumprir com o que foi determinado pela juíza Marianne Bowler. Ele não poderá sair de casa e será monitorado eletronicamente. A prisão do brasileiro ocorreu em decorrência de acusações de fraude imigratória. Conforme documentos judiciais, ele obteve a residência permanente nos EUA em 2012 de forma fraudulenta, pois não informou às autoridades migratórias que havia morado ilegalmente no país entre 2003 e 2006. Caso seja considerado culpado, Sann Rodrigues pode pegar até 10 anos de prisão no país. O ICE ainda não entrou no caso de Sann Rodrigues.

Segundo as autoridades, Sanderley foi o maior promotor da TelexFREE nos Estados Unidos e recebeu US$ 3 milhões da empresa com os quais comprou carros luxuosos entre eles um Lamborghini, uma Ferrari e dois Mercedes Benz.

Além da TelexFREE, esta não foi a primeira vez que Sann se envolve em investigações de fraudes financeiras. Em 2006, Rodrigues foi acusado pela U.S. Securities and Exhange Commission – SEC de Massachusetts de operar outro esquema de pirâmide, o Universo FoneClube. Dos US$ 3,269,459 que teriam sido arrecadados pelo Universo FoneClub, US$ 1,805,612.66 foram retidos pela SEC para ressarcimento de cerca de 1.500 investidores que teriam sido lesados, grande parte deles imigrantes brasileiros residentes na região metropolitana de Boston. Sann Rodrigues foi uma das oito pessoas que tiveram bens e valores congelados no caso TelexFREE.

About The Author

Related posts

Deixe um Comentário

Translate »