970×90

Presidentes americanos sempre usaram ordens executivas em imigração

O Conselho Migratório Americano (AIC) revelou que cada presidente, desde pelo menos 1956, ofereceu alívio migratório de alguma forma aos estrangeiros
Quando o Presidente Barack Obama assinar ordens executivas com o objetivo de reformar as leis migratórias, ele estará seguindo o caminho trilhado por vários outros presidentes ao longo da história dos EUA há mais de meio século. Um relatório divulgado pelo grupo Conselho Migratório Americano (AIC) revelou que cada presidente desde pelo menos 1956 ofereceu alívio migratório de alguma forma.
Segue algumas ordens executivas assinadas por presidentes desde o governo Eisenhower:
. 1956 – O Presidente Dwight D. Eisenhower utilizou a sua autoridade executiva para “perdoar” 923 órfãos estrangeiros para a custódia de famílias de militares norte-americanos que planejavam adotá-los.
. 1959-72 – Os presidentes Eisenhower, John F. Kennedy, Lyndon B. Johnson e Richard Nixon utilizaram o poder executivo para perdoar a maioria dos 621.403 cubanos que buscavam asilo político durante a revolução cubana. O Ato de Ajuste Cubano estava pendente no Congresso na ocasião.
. 1976 – O Presidente Gerald Ford assinou a chamada partida voluntária estendida para proteger da deportação um número desconhecido de libaneses que fugiram do Líbano para os EUA. Os estrangeiros também receberam permissão de trabalho.
. O Presidente Jimmy Carter perdoou 123 mil cubanos e haitianos que entraram nos EUA durante a operação Mariel.
. 1987 – O Presidente Ronald Reagan impediu a deportação de crianças em mais de 100 mil famílias, caso seus parentes estivessem se legalizando através do Ato de Controle e Reforma da Imigração de 1986 (IRCA), que garantiu a legalização de 3 milhões de imigrantes.
. 1990 – O Presidente George W. Bush utilizou ordens executivas para impedir a deportação de até 1.5 milhão de cônjuges e filhos de imigrantes beneficiados pela IRCA.
1992 – Os presidentes George Bush e Bill Clinton suspenderam a deportação de cerca de 190 mil salvadorenhos cujo status de proteção temporário que permitiam que vivessem e trabalhassem nos EUA havia vencido.
. 2002 – O Presidente George W. Bush agilizou o processo de naturalização dos portadores do green card que se alistaram nas Forças Armadas, eliminando a espera de 3 anos. Não foram disponibilizados a quantidade de soldados favorecidos pela ordem executiva.
. 2012 – O Presidente Barack Obama utilizou a ordem executiva para afastar o risco de deportação de até 1.8 milhão de jovens indocumentados que foram trazidos aos EUA ainda na infância.

Fonte: Brazilian Voice

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »