970×90

Pedido de clemência para brasileiro é negado pela Indonésia

Marco Archer

A presidenta Dilma Rousseff fez um novo apelo em favor do brasileiro Marco Acher Cardoso Moreira, 50 anos, condenado à pena de morte por tráfico de drogas na Indonésia. Por telefone, Dilma conversou, na manhã da sexta-feira, 16 com o presidente da Indonésia, Joko Widodo. Mas não teve pedido de clemência atendido. Widodo disse que não tinha alternativas e que Marco Acher já havia passado por todas as instâncias jurídicas previstas.

O secretário especial para assuntos internacionais da presidência da República, Marco Aurélio Garcia, disse que esta  é a sétima vez que presidentes brasileiros pedem a revogação da pena de execução de Marcos Acher.

Marco Aurélio Garcia ressaltou que por duas vezes, o governo brasileiro acionou o embaixador da Indonésia no Brasil para tentar intermediar o contato com Widodo. Segundo Marco Aurélio, foi só depois de uma série de iniciativas que a conversa telefônica pôde ocorrer.

O secretário especial para assuntos internacionais disse que considera o pedido de clemência muito improvável neste momento. Disse que apenas um milagre pode reverter a pena de execução. Afirmou ainda que o caso vai criar uma sombra na relação entre os dois países, mas não adiantou quais medidas poderão ser tomadas.

Marcos Acher foi preso na Indonésia tentando transportar treze quilos de cocaína dentro dos tubos de uma asa delta em 2004. Ele deverá ser executado neste domingo, na Indonésia.

Publicado com as devidas autorizações da Agência Brasil/EBC

 

About The Author

Related posts

Deixe um Comentário

Translate »