970×90

OMS diz que vacina contra ebola será testada em humanos em 15 dias

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em New York*

Organização Mundial da Saúde espera que resultados da primeira fase saiam já em dezembro; se tudo der certo, produção levaria de seis meses a um ano

A Organização Mundial da Saúde, OMS, informou que começará a testar duas vacinas contra o ebola em seres humanos nos próximos 15 dias.
A diretora-geral assistente da agência da ONU para Sistemas de Saúde e Inovação disse que os resultados dos testes clínicos devem estar disponíveis já em dezembro.
Produção
Marie Paule Kieny contou que os ensaios devem levar entre seis meses a um ano viabilizando assim a produção de uma vacina contra a doença que já matou mais de 4,5 mil pessoas, a maioria na África Ocidental.
A especialista afirmou que a fase inicial deve ajudar a verificar a segurança, a capacidade da resposta imunológica, além de determinar a dose certa.
As vacinas são a Cad3-Zebov, do laboratório britânico GlaxoSmithKline e a Vsvd-Zebov, doada à OMS pela Agência de Saúde Pública do Canadá.
Oxford
O ebola já infectou 9,1 mil pessoas. Os países mais atingidos pelo vírus são Libéria, Serra Leoa e Guiné.
Os testes clínicos para a vacina Cad3-Zebov estão sendo feitos na cidade britânica de Oxford, nos Estados Unidos e no Mali. Em novembro, ela será testada em laboratórios de Lausanne, na Suíça.
Já as pesquisas da Vsdv-Zebov estão sendo realizadas nos Estados Unidos, na Alemanha, na Suíça, no Gabão e no Quênia. São 250 voluntários para as duas tentativas. Se tudo der certo, a África Ocidental poderá obter a vacina já no início do próximo ano.
Uma vez liberada, a imunização deve priorizar o pessoal da área de saúde, trabalhadores de funerárias que realizam os enterros de vítimas do ebola, parentes e pessoas em contato com os doentes.
A especialista da OMS lembrou que não existe vacina sem efeitos colaterais, mas descartou a hipótese de as pessoas imunizadas adoecerem por causa do ebola. Segundo ela, as “as vacinas não contêm suficiente material genético do vírus”.
Apresentação: Mônica Villela Grayley.

Texto e foto usado com as devidas permissões. Foto: Irin/Tommy Trenchard

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »