970×90

No Congresso, Papa pede o fim da mentalidade de hostilidade contra imigrantes

Nesta quinta-feira, 24, em um dos discursos mais incisivos e determinantes da história da política nos Estados Unidos, no Congresso, o Papa Francisco defendeu os imigrantes. “Não tenhamos medo dos estrangeiros. Nós americanos não tememos os estrangeiros, porque muitos de nós já fomos um dia os imigrantes que aqui chegaram. Não devemos nos deixar intimidar pelos números, mas sim olhar olhar para as pessoas, ver os seus rostos, ouvir suas histórias de vida, enquanto batalhamos para dar a eles a nossa melhor resposta para tal situação. Resposta que será sempre humana, justa e fraterna. Quando o estrangeiro nos aborda, não podemos cometer os erros e os pecados do passado”, disse o Papa, sendo muito aplaudido pelos congressistas, pedindo o fim da mentalidade de hostilidade contra imigrantes.

No seu discurso em inglês, Francisco, criticou ainda qualquer forma de fundamentalismo e violência. Lembrando que ‘toda vida é sagrada’. Citou Abraham Lincoln, que aboliu a escravatura e Martim Luther King Junior, que bravamente lutou pelos direitos civis.

Barack Obama e o Papa discursaram também sobre alguns dos problemas que são verdadeiros desafios para outras nações como a imigração e as mudanças climáticas. É a primeira vez que Francisco vem aos Estados Unidos, e esbanjando simpatia e carisma, tem sido aplaudido por onde passa.

Texto: Jehozadak Pereira. Foto: reprodução Facebook

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »