970×90

Inscrições para o DACA começam dia 18 de fevereiro

O Departamento Federal de Serviços Migratórios e Cidadania (USCIS) começará a aceitar as aplicações para o programa “Deferred Actions for Childhood Arrivals”, também conhecido pela sigla DACA, em 18 de fevereiro, quarta-feira. A expansão do programa permitirá que os indocumentados que chegaram aos EUA antes dos 16 anos, graduaram-se na escola secundária no país e não possuem antecedentes criminais apliquem para a permissão de trabalho com validade de 3 anos, sem idade máxima. Em decorrência disso, as autoridades recomendaram aos candidatos a começarem a juntar os documentos exigidos e terem cuidados com advogados inescrupulosos e “notários públicos” para evitar golpes.

O programa permite a emissão da permissão de trabalho para milhares de indocumentados que foram trazidos aos EUA ainda na infância. Até abril de 2014, mais de 560 mil imigrantes receberam o DACA.

O DACA é um programa assinado pelo Presidente Obama que afasta o risco de deportação de jovens indocumentados trazidos aos EUA ainda na infância, conhecido como “Dreamers”. Os imigrantes registrados no DACA podem permanecer nos EUA e aplicar para a permissão de trabalho, agora válida por 3 anos. Aqueles que não se inscreveram no programa anteriormente, mas que cumprem os requisitos ainda podem aplicar para o DACA. Vale frisar que os imigrantes que não vivem continuamente nos EUA desde 15 de junho de 2007 não qualificam para o programa.

1 – Cuidado com os “esquemas”:
Tenha cuidado com os “profissionais” que atuam nas comunidades. Não aplique para nada ainda. Não existe nenhum processo de aplicações vigente, portanto, ninguém, incluindo advogados, não pode ainda iniciar qualquer caso.
2 – Economize dinheiro:
Ainda não foi informado o período de aplicação, entretanto, existe a possibilidade da cobrança de uma tarifa.  Comece a juntar dinheiro ou, talvez, abra uma conta bancária, caso já não possua uma.
3 – Prepare os documentos:
Comece a juntar os documentos que comprovem há quanto tempo você vive nos Estados Unidos. Outra dica importante é a listagem prévia de todos os endereços onde o imigrante residiu nos Estados Unidos, incluindo o tempo de residência em cada local. Caso o imigrante possua correspondências antigas (contas de luz/gás ou telefone, extratos bancários ou de cartões de crédito, entre outros) que atestem o endereço, é bom guarda-las.
4 – Adquira documentos de identificação:
Se você já não possui documentos de identificação de seu país de origem, contate o consulado e se informe como obter ou renovar passaportes e carteiras consulares de identificação.  Os imigrantes podem se beneficiar da internet acessando o website: www.cartorio24horas.com.br, na obtenção do original ou cópia da certidão de nascimento ou casamento/divórcio.
5 – Mantenha-se informado:
É importante que os imigrantes mantenham-se informados sobre o assunto através de fontes oficiais. Uma boa opção é manter-se atento aos canais de televisão, jornais e associações comunitárias.
Fonte: BrazilianVoice.com

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »