970×90

Indonésia rejeita apelos e fuzila brasileiro acusado de tráfico de drogas

A Indonésia rejeitou todos os apelos e executou nesta terça-feira, por tráfico de drogas, o brasileiro Rodrigo Muxfeldt Gularte e outros sete condenados. O fuzilamento aconteceu no início da tarde e foi confirmada pelas agências de notícias.

No grupo de executados estavam os australianos Andrew Chan e Myuran Sukumaran; os nigerianos Raheem Agbaje, Silvester Obiekwe Nwaolise e Okwudili Oytanze; o ganês Martin Anderson; o indonésio Zainal Abidin e a filipina Mary Jane Veloso que foi poupada do fuzilamento.

Apesar das pressões internacionais, das entidades de direitos humanos, das famílias e advogados, a Indonésia já havia confirmado que executaria os condenados, o que de fato aconteceu.

Em janeiro deste ano, a Indonésia executou o brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, 53 anos, também por tráfico internacional e drogas.

Entenda o caso
O brasileiro Rodrigo Muxfeldt Gularte foi preso em 2004 ao tentar entrar na Indonésia com seis quilos de cocaína escondidos em pranchas de surfe. Na ocasião o paranaense Gularte estava acompanhado de dois outros jovens que foram por ele inocentados. No últimos meses um laudo constatou que ele era esquizofrênico e que por isto deveria ser poupado. Apesar de todas as evidências e apelos da presidente Dilma Rousseff a Indonésia levou a cabo a execução.

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »