970×90

Caem detenções de indocumentados na fronteira com o México

Imigração 1

As prisões de pessoas que atravessam ilegalmente a fronteira com o México caiu 28% no último trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, disse na quinta-feira, 23, o secretário de Segurança Interna Jeh Johnson. “Isso aconteceu por causa da melhoria da nossa economia, que historicamente sempre atraiu um grande número de imigrantes. A queda (do fluxo de pessoas) é por causa do investimento que fizemos na segurança das fronteiras, já que agora temos mais tecnologia do que em qualquer momento da história”, afirmou Johnson em entrevista coletiva.

O número de detenções é um indicador para o Department of Homeland Security (DHS) que considera o total de tentativas para a travessia ilegal da fronteira. Nos primeiros seis meses deste ano fiscal, que começou em 1º de outubro de 2014, foram detidas 151,805 pessoas que cruzaram a fronteira mexicana ilegalmente, 60.000 menos – 28% – do que no mesmo período do ano fiscal anterior.

Em comparação com anos anteriores, no último semestre foram menos 37.259 prisões do que no mesmo período do ano fiscal de 2013 e menos 15.669 detenções do que no mesmo período do ano fiscal de 2012.

“Esta diminuição é explicada em grande parte pelos recursos adicionais que nós gastamos para proteger a fronteira sul no verão passado na crise de menores desacompanhados; os nossos investimentos continuam”, disse Jeh Johnson.

As detenções de crianças desacompanhadas que atravessam a fronteira do México e dos Estados Unidos caiu 45% nos últimos seis meses (de um total de 15,627) em relação ao mesmo período do ano fiscal anterior.

No Texas, onde ocorreram 61% das detenções fronteiriças, a detenção de menores não acompanhados caiu pela metade nos últimos seis meses, em comparação com o mesmo período do ano fiscal anterior.

No Arizona, com 23% das prisões de crianças sozinhas caiu em 32% nos últimos seis meses.

“Não estamos declarando missão cumprida, pois temos que fazer mais para fortalecer a segurança da fronteira sul, e por isso pedimos mais verbas no orçamento do ano fiscal de 2016, especialmente para a tecnologia de vigilância que é o futuro”, disse o Secretário do DHS.

Entre as razões dadas para explicar a queda nas prisões, Johnson destacou o papel desempenhado pelos governos de Honduras, El Salvador e Guatemala, de onde saiu a maioria das crianças desacompanhadas que atravessaram a fronteira México-EUA, no verão passado.

Jeh Johnson, determinou que sua equipe investigue e implemente mecanismos mais precisos para determinar o número de pessoas que tentam atravessar a fronteira e, assim, medir a eficácia das medidas do governo a este respeito.

Foto: imagem meramente ilustrativa, reprodução Facebook

About The Author

Related posts

Deixe um Comentário

Translate »