970×90

Brasileira ex-BBB é pivô de escândalo político nos EUA, aponta jornal

Ex-BBB, Juliana Lopes
Ex-BBB Juliana Lopes, seria pivô de escândalo. Foto: reprodução Facebook

Uma reportagem veiculada pelo jornal “New York Post” no sábado (18) aponta a brasileira Juliana Lopes, 34, como pivô de um escândalo político que pode levar um senador à prisão nos Estados Unidos. Juliana é conhecida no Brasil por participação no reality show “Big Brother Brazil”, da Globo, em 2004, e atualmente vive em Miami.

O senador norte-americano Robert Menendez, 61, foi indiciado por cometer tráfico de influência para conseguir vistos de entrada nos EUA para mulheres ligadas a um grande doador de suas campanhas eleitorais. Em troca disso, Menendez teria recebido cerca de US$ 1 milhão em dinheiro e presentes.

De acordo com as investigações, Menendez mobilizou seu gabinete para garantir que vistos fossem concedidos às mulheres. As beneficiadas seriam amantes do médico oftalmologista Salomon Melgen, 60, amigo de longa data do senador. Uma das amantes do médico seria a ex-BBB Juliana Lopes. Além dela, também teriam recebido o benefício uma atriz ucraniana e uma modelo da República Dominicana.

Menendez declarou ser inocente. Caso seja processado e considerado culpado, ele pode ser condenado a 15 anos de prisão.

‘Girlfriend 1’
De acordo com a reportagem do “New York Post”, Juliana disse em entrevista que conhece Salomon Melgen, mas não quis comentar as alegações contidas no indiciamento do médico e do senador. O portal UOL tentou entrar em contato com advogada e ex-BBB ligando para seu escritório, que fica em Miami, mas não conseguiu contato com Juliana.

O “New York Post” diz que o relacionamento amoroso de Juliana com Melgen teve início em 2007, quando ela decidiu estudar direito no Brasil, depois de sua participação no reality show. Ela tinha 27 anos, e Melgen, 53.

Nessa época, ela teria se encontrado diversas vezes com o senador norte-americano nos EUA e em uma luxuosa residência na República Dominicana. Ele sabia que Juliana era uma das namoradas de Melgen, de acordo com o jornal.

Conforme a reportagem, os procuradores dizem que, em 24 de julho de 2008, Menendez delegou a um assessor político a tarefa de solicitar a um funcionário de alto escalão uma “consideração cuidadosa” para o visto de uma mulher brasileira – descrita como atriz, advogada e modelo – que queria ir para os EUA com visto de estudante. Os nomes do senador e do médico são citados no pedido, feito via e-mail.

Na investigação, a mulher é identificada apenas como “Girlfriend 1” (namorada 1, em português). Ela tinha se candidatado a um curso de pós-graduação em direito em Miami, na University of Miami, uma das mais caras do sul da Flórida. A resposta para o e-mail chegou em algumas horas, e o visto foi concedido em um dia.

Fonte: AcheiUSA.com – Florida
Foto da capa: reprodução Facebook

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »