970×90

Autoridades brasileiras recebem treinamento especializado para combater pornografia infantil

Trinta policiais federais de 23 estados brasileiros completaram na quinta-feira, 5, um curso de quatro dias sobre o uso de uma nova tecnologia para ajudar a combater a pornografia infantil. O curso é um esforço do US Immigration and Customs Enforcement’s (ICE); o Homeland Security Investigations (HSI); o Brasilia Attaché Office, the Department of State’s Bureau of International Narcotics and Law Enforcement Affairs e o Child Rescue Coalition, uma organização não-governamental com sede nos Estados Unidos, que patrocinaram o treinamento.

Os policiais receberam treinamento sobre o Sistema de Proteção à Criança – Child Protection System no nome em inglês, que é um programa de software usado para a aplicação da lei em todo o mundo para ajudar a identificação de indivíduos que comercializam e trocam pornografia infantil online. Três oficiais do Mississippi e da Carolina do Norte, que são especialistas no programa e software, viajaram ao Brasil para ministrar o treinamento que foi realizado na Academia Brasileira de Polícia Federal.

“Não há crime mais hediondo do que a exploração de uma criança”, disse Cheryl Bassett, adido na Embaixada dos Estados Unidos em Brasília. “Quando se trata de proteger as crianças, a comunidade global e para aplicação da lei está unida e pronta para combater este mal”, finalizou. A Operação Predador é uma iniciativa internacional para proteger as crianças de predadores sexuais.

Desde o lançamento da Operação Predador em 2003, o HSI já prendeu mais de 10.000 pessoas que cometeram crimes contra crianças, que tiveram sexo com menores de idade, e tráfico sexual de crianças. No ano fiscal de 2014, mais de 2.300 indivíduos foram presos por agentes especiais da HSI e mais de 1.000 vítimas foram identificadas ou resgatadas.

O HSI incentiva o público a denunciar predadores e suspeitos e qualquer atividade contra crianças através de ligação gratuita pelo telefone 1-866-DHS-2-ICE ou através do preenchimento de um formulário on-line, disponível clicando aqui.

De fora os EUA e Canadá, disque 802.872-6199 – é necessário prever que pode haver taxas e custos. Há também o sistema TTY para usuários com deficiência visual que podem denunciar exploração sexual através do telefone 802.872-6196.

Crianças abandonadas ou desaparecidas podem ser reportadas ao National Center for Missing & Exploited Children, um parceiro da Operação Predador, via toll-free 24 horas hotline, através do telefone 1-800-O-LOST.

Para informações adicionais acerca de predadores de crianças, baixe o aplicativo para smartphone da Operação Predador ou acesse a página de alertas sobre suspeitos.

O HSI é membro fundador e tem o gerenciamento atual da Virtual Global Taskforce, uma aliança internacional de agências de aplicação da lei e dos parceiros privados do setor da indústria que trabalham em conjunto para prevenir e evitar o abuso sexual de crianças online.

Através das Operações Internacionais do DST, o HSI tem 65 escritórios operacionais em 46 países país ao redor do mundo. Agentes especiais do HSI trabalham estreitamente com agências de aplicação da lei estrangeira através de uma rede de unidades especializadas.

O HSI traz convidados para os Estados Unidos oferecendo treinamento no Departamento de Segurança Interna Federal e no Law Enforcement Training Center em Glynco, Georgia.

Foto da capa: ICE

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »