970×90

Atentados terroristas em Paris deixam 127 mortos

Uma série de atentados de proporções trágicas e históricas, colocou a França debaixo de pavor e temor na tarde-noite da sexta-feira, 13. Pelo menos seis atentados simultâneos em diversos pontos de Paris deixaram ao menos 127 mortos e dezenas de feridos, de acordo com as autoridades que corrigiram as informações sobre o número de vítimas fatais.

Restaurantes, a famosa casa de shows Bataclan e o Stade de France, onde jogavam França e Alemanha foram os alvos dos terroristas. Os ataques terroristas que foram assumidos pelo Estado Islâmico e aconteceram na casa de shows Bataclan;  no restaurante Le Cambodge; no restaurante Le Carrilon, no Stade de France e em outros ataques. Testemunhas ouviram os atiradores gritar palavras em árabe ‘Allah Akbar’ (Deus é grande), enquanto atiraram nas pessoas. Três terroristas morreram na ação policial

O presidente francês, François Hollande, que estava no Stade de France e foi retirado por questões de segurança, decretou estado de emergência e fechou as fronteiras do país, além de colocar o exército nas ruas de Paris.

Um atirador armado com um rifle AK-47, cometeu o primeiro ataque no restaurante Le Cambodge, que está situado no 11º distrito de Paris. Outro ataque foi na casa de shows Bataclan, onde tomaram reféns e pelos menos 112 pessoas morreram, durante um show de rock. Pelo menos dois brasileiros ficaram feridos nos ataques de acordo com as autoridades consulares do Brasil.

Dignatários do mundo todo, entre eles o presidente Barack Obama dos Estados Unidos e Dilma Rousseff, presidente do Brasil, manifestaram solidariedade e apoio ao povo francês pelo ataque terrorista. Obama afirmou em pronunciamento oficial que os atentados em Paris são um ‘ataque contra a humanidade’.

Em um comunicado divulgado, o grupo terrorista Estado Islâmico assume a autoria dos atentados e faz novas ameaças à França. “Oito irmãos com explosivos na cintura e fuzis fizeram vítimas em lugares escolhidos previamente e que foram escolhidos minunciosamente no coração de Paris, no Stade de Frane, na hora do jogo dos dois países França e Alemanha, que eram assistidos pelo imbecil François Hollande, o Bataclan onde se estavam reunidos centenas de idolatras em uma festa de perversidade assim como outros alvos no 10º arrondissement e isso tudo simultaneamente. Paris tremou sob seus pés e as ruas se tornaram estreitas para eles. O resultado é de no mínimo 200 mortos e muitos mais feridos. A gloria e mérito pertencem a Alá. A França e os que seguem o seu caminho devem saber que eles são os principais alvos do Estado Islâmico e que continuarão a sentir o odor da morte por ter colocado a cabeça na cruzada, ter ousado insultar nosso profeta, se vangloriar de combater o islamismo na França e atingir os muçulmanos na terra do califa com seus aviões. Esse ataque é só o começo da tempestade e um alerta para aqueles que quiserem meditar e tirar lições”.

Texto: Jehozadak Pereira com agências. Foto: reprodução do Facebook

Atualizado às 7.50 AM do sábado, 14 de novembro

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »