970×90

Administração Obama vai à Suprema Corte contra bloqueio de ordens executivas

O governo do presidente Barack Obama anunciou na terça-feira, 10, que vai recorrer à Suprema Corte contra a decisão por 2 votos a 1 da decisão do 5º Circuito de Apelações da Louisiana que bloqueou na segunda-feira, 9, as ordens executivas presidenciais promulgadas em novembro de 2014.

“O Departamento não está de acordo com a decisão contrária do tribunal de apelações e vai solicitar uma revisão por parte da Suprema Corte dos Estados Unidos”, disse Patrick Rodevush, porta-voz do Departamento de Justiça em nota oficial.

Por dois votos a favor e um contra, com votos do juiz Jerry E. Smith, apontado por Ronald Reagan, e pela juíza Jennifer Elrod, nomeada por George W. Bush, aprovaram a decisão do juiz texano, o que representa um revés judicial para a agenda de Obama e põe em risco o futuro de medidas de alívio migratório como a Ação Diferida (DACA) para os jovens imigrantes e sua equivalente para os pais (DAPA).

Os republicanos comemoraram a decisão da Corte de Apelações e o deputado John Scalise, o terceiro na linha de liderança na Câmara afirmou que ‘foi uma grande vitória do Estado de Direito”. No debate presidencial dos Republicanos na terça-feira, a noite, Donald Trump voltou a afirmar que “eles têm de ser expulsos, não há outra opção se vamos administrar corretamente nosso país. Precisamos de fronteiras e de um muro que será construído com sucesso”, referindo-se ao imigrantes indocumentados. “Simplesmente não é possível destruir comunidades expulsando imigrantes do país. Apenas tendo esta conversa enviamos uma poderosa mensagem aos eleitores: agora mesmo estão aplaudindo a campanha de Hillary Clinton”, afirmou Jeb Bush, retrucando Donald Trump.

Texto: Jehozadak Pereira. Foto: reprodução Facebook

About The Author

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »