970×90

Acusado de assassinato, brasileiro preso em Ohio é deportado

161109columbus1

Marcos Vinicius Antunes de Souza, 27 anos, um cidadão brasileiro, que é o acusado de assassinato em 2014, foi entregue às autoridades policiais brasileiras no dia 9 de novembro pelo U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE). Antunes de Souza, transferido na sexta-feira, 11, pelos agentes da ERO (ICE Enforcement and Removal Operations) para a custódia da Polícia Federal Brasileira no Aeroporto Internacional de Confins, Belo Horizante. O brasileiro tinha um mandado de prisão da justiça do Brasil como o atirador em um plano de assassinato por encomenda contra o tio de 57 anos de sua esposa, tida como autora intelectual e mandante do crime, junto com uma tia.

De acordo com o mandado de prisão, Antunes de Souza e sua esposa planejaram a execução para se beneficiar de uma herança da família do tio – Silas Vieira Gomes, que foi baleado e morto em dezembro de 2014, perto de Ipatinga. A esposa de Vinicius também enfrenta acusações pelo assassinato do parente.

Oficiais da ERO, auxiliados por policiais do Departamento de Polícia de Colombo, prenderam Vinicius se Souza em um motel em Columbus, Estado de Ohio, baseado em informações desenvolvidas pelo ICE, que indicavam que ele havia fugido para os Estados Unidos pouco depois do assassinato. De Souza foi colocado em processo de remoção e posteriormente um juiz de imigração ordenou a sua deportação, abrindo o caminho para fosse entregue às autoridades brasileiras.

“Este caso mostra o papel crítico de segurança pública que a ERO desempenha na comunidade”, disse Rebecca Adducci, diretora de campo da ERO em Detroit, que cobre Michigan e Ohio. “Graças à tecnologia aprimorada e à crescente partilha de informações, é cada vez mais difícil para os fugitivos internacionais evitar a justiça em seus países de origem”. Desde 1 de outubro de 2009, a ERO removeu mais de 1.150 fugitivos estrangeiros dos Estados Unidos que eram procurados em seus países nativos por crimes graves, incluindo seqüestro, estupro e assassinato. A ERO trabalha com o Escritório de Operações Internacionais da ICE Homeland Security Investigations (HSI), os escritórios consulares estrangeiros nos Estados Unidos e a Interpol para identificar fugitivos estrangeiros ilegalmente presentes nos Estados Unidos.

Quem dispor de informações sobre fugitivos estrangeiros são convidados a entrar em contato com o ICE, ligando para 1 (866) 347-2423 ou internacionalmente em 001-1802-872-6199. Também podem fazer uma denúncia preenchendo o formulário apropriado on-line do ICE.

No ano fiscal de 2015, o ICE realizou 235.413 prisões e detenções em todo o país. Noventa e um por cento das pessoas retiradas dos Estados Unidos haviam sido previamente condenadas por uma infração penal em seus países de origem. O ICE está focado em uma aplicação inteligente e eficaz da imigração que visa os criminosos e condenados por crimes graves que apresentam o maior risco para a segurança das comunidades, como os acusados ​​ou condenados por homicídio, estupro, roubo, seqüestro, grandes delitos de drogas e ameaças à segurança nacional.

Entenda o caso
Marcos Vinicius Antunes de Souza e sua esposa Rosilda dos Santos Silva, 25 anos, teriam sido contratados por Vanda Lúcia Ferreira Vieira Gomes, tia de Rosilda para assassinar Silas Vieira Gomes, marido de Vanda. Marcos Vinicius teria então disparado contra o tio e recebido R$ 100 mil. Depois do crime que ocorreu no dia 12 de dezembro de 2014, o casal fugiu para os Estados Unidos.

Foto: Divulgação ICE

About The Author

Related posts

Deixe um Comentário

Translate »